Olá! Deseja mais informações sobre nossos produtos?



FALTA DE LUBRIFICAÇÃO NA MATERNIDADE




A maternidade é uma experiência mágico, mas vem carregado de dúvidas, incertezas e transformações. São muitas as mudanças que acontecem na vida de uma mulher desde a concepção até o nascimento do bebê. Tudo muda, inclusive a vida sexual, e a dúvida é: Como será a vida sexual após o parto?

O desejo em retomar a vida sexual após o nascimento do bebê é uma decisão que pode variar de mulher para mulher. Enquanto algumas estão ansiosas para isso, outras não pensam no assunto. Mesmo para aquelas desejosas a fazer sexo novamente, a experiência pode ser diferente e até um pouco frustrante, por causa do ‘ressecamento vaginal’. Um problema que acomete mulheres durante o pós parto e amamentação, podendo afetar a qualidade de vida das mamães.

O ressecamento vaginal após o nascimento do bebê é um problema muito comum enfrentado por elas independentemente do tipo de parto, pois neste período a produção de hormônios é alterada significativamente para que haja a produção de leite.

Segundo a ginecologista e obstetra Graziela Caproni, durante a amamentação os níveis de prolactina aumentam, e sua presença inibe a produção de estrogênio, responsável por estimular as células da parede vaginal. “Durante esse período a mãe já está passando por inúmeras mudanças emocionais e físicas”, acrescenta.

A falta de lubrificação pode gerar ansiedade em algumas mulheres e ser confundida com falta de libido. “Se um dos motivos for secura vaginal e um consequente desconforto na hora da penetração, é importante salientar que essa pode ser uma condição física, decorrente das alterações hormonais, e que não tem nada a ver com a falta de libido”, esclarece.

RESGUARDO

Mesmo para as mamães ansiosas para retomarem a vida sexual, é necessário respeitar o período de resguardo. “O ideal é retornar às relações sexuais com penetração vaginal cerca de 40-45 dias após o nascimento do bebê. Esse período é importante para que o útero retorne ao tamanho normal, além de fechar o colo do útero e ocorrer a limpeza do conteúdo uterino com a saída da loquiação (sangramento vaginal após parto) e evitar o risco de infecção vaginal”, ressalta.

TRATAMENTO

O ressecamento da região íntima é uma condição comum no pós parto, como salientou a ginecologista, porém existem alternativas para contornar a situação, uma delas é o tratamento com hidratante vaginal. “Os hidratantes intuímos são produtos não hormonais que ajudam a manter a umidade nas células da região íntima, proporcionando o restabelecimento da umidade local e consequentemente alívio do ressecamento na região íntima. Devem ser usados regularmente e têm efeito mais prolongado”, explicou.
Outra alternativa é o uso de lubrificante, que auxiliará na redução do atrito e lubrificação na hora da relação sexual.

Fonte: https://mundoovo.com.br/2018/secura-vaginal-no-pos-parto/

BÔNUS SUPER DICA

Existe uma gama de lubrificantes que podem auxiliar as mulheres nesse período da vida e a Soft Love têm os melhores lubrificantes neutros. A DICA SUPER BÔNUS é desses produtinhos, que além de ser maravilhosos são hipoalérgicos. O primeiro é o Uau, que além da versão neutra também pode ser encontrado nos aromas menta, morango com champ e black ice. Outra opção é o Soft Y, que além de não ser gorduroso é ideal para todos os tipos de relação. Proporciona sensação de conforto e está disponível em Gel Pocket de 15ml e Gel 60ml, que você pode levar com você discretamente.